Há 48 Unidades de Prevenção Social à Criminalidade. Destas, 33 são Centros de Prevenção à Criminalidade (CPC´s) e 15 são Centros de Alternativas Penais e Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional em todo o Estado.

- O Programa Fica Vivo atende, em média, 10.000 jovens por mês, em 430 oficinas de esporte, cultura e arte.

- O Programa Mediação de Conflitos realiza uma média de 20 mil atendimentos por ano. 89% dos casos de mediação de conflitos foram concluídos com resolução pacífica.

- A Central de Acompanhamento às Penas e Medidas Alternativas (Ceapa) monitorou cerca de 9.800 casos de penas ou medidas alternativas em 2016. Neste ano, 86% foi o percentual de cumprimento de penas e medidas alternativas.

-O Programa de Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional (PrEsp) já encaminhou mais de 2.500 egressos para vagas no mercado de trabalho, entre 2010 e 2016, e atende, em média, 3 mil egressos por ano.