A Integração da Gestão em Segurança Pública (Igesp) é um modelo de organização e gestão do trabalho policial implantado pelo Governo de Minas em meados de 2005. O objetivo da metodologia é incentivar a interlocução permanente e institucionalizada entre todas as agências que compõem o sistema de Defesa Social e de Justiça Criminal para que compartilhem informações de forma continuada e possam, conjuntamente, planejar, monitorar e avaliar metas e resultados no controle e prevenção dos problemas de segurança pública.

O modelo tem como inspiração o COMPSTAT (Estatística Comparada Computadorizada), uma estrutura de gerenciamento estabelecida pela polícia de Nova Iorque no início dos anos 1990. As experiências da política de Segurança Cidadã em Bogotá e da “Polícia de Resultados”, elaborada pela Polícia Militar de Minas Gerais, também guiaram a elaboração dessa metodologia.

O que viabiliza o processo de funcionamento do Igesp são reuniões operacionais e gerenciais periódicas. O foco é a identificação, análise e priorização dos problemas e, consequentemente, a proposição de ações que visam à solução desses problemas, articulando a rede de forma a corresponsabilizar diversos atores de uma determinada área integrada.

A implantação do Igesp se iniciou em Belo Horizonte, em 2005, como projeto piloto. Em 2006, sua área de atuação foi ampliada para a Região Metropolitana da capital e para alguns municípios do interior do estado, como Uberlândia, Juiz de Fora, Governador Valadares, Montes Claros, Uberaba e Pouso Alegre. Em 2012, a Seds intensificou o processo de expansão da metodologia, que passou a contemplar todos os municípios de Minas Gerais. 

Centro Integrado de Atendimento e Despacho (CIAD)

O Centro Integrado de Atendimento e Despacho (CIAD) é a unidade resultante do funcionamento conjunto, no mesmo espaço físico e organizacional, do Centro Integrado de Comunicações Operacionais (CICOp), da Polícia Militar, da Divisão de Operações de Telecomunicações (Cepolc), da Polícia Civil, e do Centro de Operações de Bombeiro Militar (Cobom), do Corpo de Bombeiros Militar.

Este local, implantado em 2004, centraliza o atendimento de chamadas telefônicas, de despachos de recursos operacionais das polícias e de bombeiros, e processa automaticamente os registros de ocorrências efetuados, por outros meios, pelos órgãos integrados.

Centro Integrado de Informação de Defesa Social (Cinds)

O Centro Integrado de Informação de Defesa Social (Cinds) foi implantado no final de 2007, tendo como meta a produção periódica de estatísticas sobre criminalidade e sinistros. O propósito maior é que os estudos e análises de variáveis facilitem os trabalhos de prevenção e de investigação criminal, de natureza processual e de execução penal, de medidas socioeducativas, de prevenção de sinistro e proteção, de socorro e salvamento.